25 de Novembro de 2021 às 01:11

Mais uma vítima cai em golpe, passa dados e senha a estelionatário e perde 10 mil

A vítima ressalta que aproximadamente em 15 minutos o motoboy chegou em sua residência pegou o envelope que dentro estaria a folha escrita de próprio punho como descrito acima e também o cartão.

 

Com informações da Polícia Militar foto: Ilustrativa Divulgação

GUIMARANIA (MG) - Na terça-feira, a vítima procurou a Policia Militar de Guimarânia e relatou que: “recebeu uma mensagem via SMS de DDD 35 da região de Poços de Caldas, dia 17/11/21, por volta das 12h26min com a seguinte frase:” BB INFORMA: Prezado (a) cliente agendamos com sucesso sua transferência de R$3.874,99 para doação projeto mãe-amor via TED, cancele em: bit.ly/3dqxcZ7. A vítima respondeu com a seguinte frase” Favor cancelar. Não autorizei ou melhor não fiz nem uma transferência”.

No dia 20/11/21 recebeu uma ligação no telefone fixo com uma voz masculina informando que seu cartão havia sido clonado e que autores não identificados estavam utilizando o seu cartão em Uberlândia, que haviam utilizado o seu cartão do Banco do Brasil para realizar uma compra nas Lojas Americanas de um aparelho telefone celular e também tentaram realizar um saque no caixa de 24h no valor de R$500 reais, entretanto erraram a senha e não conseguiram realizar o saque.

O telefonista orientou a vítima a realizar uma ligação no 0800, número que consta no verso no cartão, porém como a ligação estava muito ruim, o   telefonista informou que ele próprio ligaria novamente e que realizaria toda a ajuda necessária para estornar os gastos que haviam sido realizados por pessoas não identificadas.

A vítima foi levada ao erro pelo telefonista que a orientou a escrever uma carta de próprio punho, colocando seus dados pessoais como CPF, identidade e assinatura e que repassasse pelo telefone a senha do Cartão Ouro Card Mastercard Internacional, (agencia 10677, conta corrente) sendo que nesta carta informasse que estaria a disposição da Policia Civil de Minas Gerais e do Banco do Brasil para tentar localizar os criminosos. 

Diante de toda narrativa o telefonista informou que um moto boy estaria indo na cidade de Guimarânia, no endereço na Rua Primeiro de Março, bairro centro, e que necessitaria de um código para identificação do Motoboy que seria 3535.

A vítima ressalta que aproximadamente em 15 minutos o motoboy chegou em sua residência pegou o envelope que dentro estaria a folha escrita de próprio punho como descrito acima e também o cartão.

Desconfiada, a vítima procurou a agência do Banco do Brasil no dia 23/11/202 e identificou várias transações, totalizando mais de 10.000 reais.


close