# Notícias Gerais

7 de Outubro de 2021 às 08:51

Câmara aprova retorno de gestantes vacinadas ao trabalho presencial

Proposta segue para Senado

 

Fonte: Agência Brasil Com informações da Agência Câmara Edição: Fábio Massalli foto: REUTERS/Carla Carniel/Direitos reservados

A Câmara aprovou nesta quarta-feira um projeto de lei que prevê a volta de gestantes ao trabalho presencial após elas se imunizarem contra a covid-19. O texto altera a Lei 14.151/21, que garantiu o afastamento da gestante do trabalho presencial com remuneração integral durante a pandemia, e segue para análise do Senado.

O projeto aprovado é um substitutivo da relatora, deputada Paula Belmonte (Cidadania-DF) e garante o afastamento apenas se a gestante não tiver sido totalmente imunizada, ou seja, tenha se passado um prazo de 15 dias paós a segunda dose. Atualmente não há este critério. O empregador também tem a opção de manter a trabalhadora em teletrabalho com remuneração integral.

Se a opção for pelo retorno ao presencial, a empregada gestante deverá retornar ao trabalho nas hipóteses de encerramento do estado de emergência; após sua imunização completa; se ela se recusar a se vacinar contra o novo coronavírus, assinado um termo de responsabilidade; ou se houver aborto espontâneo com recebimento da salário-maternidade nas duas semanas de afastamento garantidas pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Para a relatora, o texto garante o afastamento enquanto não há a proteção da imunização e resolve o problema do setor produtivo. “Hoje, 100% está sendo pago pelo setor produtivo e, muitas vezes, o microempresário não tem condições de fazer esse pagamento. Várias mulheres querem retornar ao trabalho, pois muitas vezes elas têm uma perda salarial porque ganham comissão, hora extra”, disse Paula Belmonte.

Se a gestante não puder exercer sua ocupação por meio do teletrabalho ou outra forma de trabalho a distância, mesmo com alteração de sua função, a situação será considerada como gravidez de risco até ela completar a imunização, quando deverá retornar ao trabalho presencial. Durante o período considerado como gravidez de risco, a trabalhadora receberá o salário-maternidade desde o início do afastamento até 120 dias após o parto ou, se a empresa fizer parte do programa Empresa Cidadã de extensão da licença, por 180 dias. Entretanto, não poderá haver pagamento retroativo à data de publicação da futura lei.

7 de Outubro de 2021 às 08:34

Ministério da Saúde envia mais 2,6 milhões de doses aos estados

Imunizantes serão usados para aplicação da segunda dose

 

Fonte: Agência Brasil Edição: Fábio Massalli foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde DF

O Ministério da Saúde informou nesta quarta-feira (6) que distribuiu um lote de 2,6 milhões de doses da vacina da Pfizer destinadas à segunda aplicação. O objetivo é acelerar o cumprimento do ciclo vacinal da população. Pelos cálculos da pasta, cerca de 17 milhões de brasileiros que já deveriam ter tomado a segunda dose ainda não tomaram.   

"A falta da segunda dose prejudica o efeito esperado das vacinas na proteção contra o vírus e aumenta o risco de sintomas mais graves e óbitos pela doença. A segunda dose deve ser tomada mesmo se houver atraso no intervalo recomendado pelos laboratórios", informou a pasta. 

Os lotes da Pfizer serão entregues para todos os estados e para o Distrito Federal a partir desta quarta-feira e a distribuição segue até sexta-feira (8). Os detalhes desta distribuição constam no 55º Informe Técnico da pasta. 

Até agora, de acordo com o Ministério da Saúde, foram distribuídas mais de 300 milhões de doses para todo Brasil. Desse total, de 147 milhões de brasileiros tomaram a primeira dose, o que representa quase 94% dos 158 milhões de brasileiros adultos. Mais de 95 milhões completaram o ciclo vacinal. 

 

6 de Outubro de 2021 às 15:41

Minas Gerais: Confira Informe Epidemiológico Coronavírus 06/10/2021

Veja o boletim

 

 

Até o momento foram 2.152.853 casos confirmados, sendo 2.841 nas últimas 24 horas.

Estão em acompanhamento 30.245 casos e são 2.067.768 casos recuperados.

Estão confirmados 54.840 óbitos, sendo 43 nas últimas 24 horas.

6 de Outubro de 2021 às 16:15

Patos de Minas vacina nesta quinta-feira, 07/10 a terceira dose contra a covid-19; confira

Saiba mais

 

 

Foto: Fábio Marchetto

?? Atenção para o calendário de terceira dose de amanhã no Pátio Central Shopping.

?? Não se esqueça de levar documentos pessoais (RG e CPF) e o cartão de vacina constando as doses anteriores.

???? Imunossuprimidos também devem levar laudo médico ou receita médica que comprove essa condição.

6 de Outubro de 2021 às 14:56

Prefeitura de Uberlândia divulga cronograma de vacinação contra a covid-19 de quarta-feira até domingo; Veja os locais

O cronograma oferece, também, a dose de reforço para mais de 10 mil idosos acima de 60 anos aptos a vacinar e os adolescentes de 12 a 17 anos (com comorbidade, deficiência ou gestantes).

 

Foto: Divulgação/Prefeitura de Uberlândia

Em continuidade à vacinação, a Prefeitura de Uberlândia convocará mais pessoas para receber a dose da vacina contra a Covid-19 de quarta-feira (6) a domingo (10).  Entre os que receberam a dose inicial da Pfizer em até 19 de agosto, serão convocados para a aplicação da segunda dose mais de 20 mil pessoas. Para quem recebeu a dose inicial de Coronavac em até 18 de agosto, serão mais de 12 mil convocados para a segunda dose.

O cronograma oferece, também, a dose de reforço para mais de 10 mil idosos acima de 60 anos aptos a vacinar e os adolescentes de 12 a 17 anos (com comorbidade, deficiência ou gestantes). Ainda serão contemplados reagendados ou faltosos na primeira dose.

A expectativa é de aplicar mais de 50 mil doses. A imunização destes públicos acontecerá no UTC (entradas das avenidas Getúlio Vargas e Cipriano del Fávero), Arena Sabiazinho e Drive-thru (estacionamento do Centro Administrativo Municipal).

Confira abaixo o cronograma completo:

Quarta-feira (6)

– Segunda dose da Pfizer em quem recebeu a primeira até o dia 14 de agosto (conforme já divulgado);

– Segunda dose da Pfizer em quem recebeu a primeira até 19 de agosto;

– Dose de reforço nos idosos;

Locais: Arena Sabiazinho, UTC (entradas das avenidas Getúlio Vargas e Cipriano del Fávero) e Drive-thru (Centro Administrativo)

Quinta-feira (7)

– Segunda dose da Pfizer em quem recebeu a primeira até 19 de agosto;

– Dose de reforço nos idosos;

Locais: Arena Sabiazinho, UTC (entradas das avenidas Getúlio Vargas e Cipriano del Fávero) e Drive-thru (Centro Administrativo)

Sexta-feira (8)

– Segunda dose da Pfizer em quem recebeu a primeira até o dia 19 de agosto;

– Segunda dose da Coronavac em quem recebeu a primeira até o dia 18 de agosto;

– Dose de reforço nos idosos;

Locais: Arena Sabiazinho, UTC (entradas das avenidas Getúlio Vargas e Cipriano del Fávero) e Drive-thru (Centro Administrativo)

Sábado (9)

– Segunda dose da Coronavac em quem recebeu a primeira até o dia 18 de agosto;

– Primeira dose em maiores de 18 anos e faltosos;

– Dose de reforço nos idosos, gestantes e adolescentes de 12 a 17 anos com comorbidades;
Locais: Arena Sabiazinho, UTC (entradas das avenidas Getúlio Vargas e Cipriano del Fávero) e Drive-thru (Centro Administrativo)

Domingo (10)

– Primeira dose em maiores de 18 anos e faltosos

Local: Arena Sabiazinho

Agendamento

Devem comparecer aos locais de vacinação somente as pessoas que receberam a confirmação do agendamento. A confirmação ocorre via SMS, por e-mail para aqueles que optaram por cadastrar e pelo sistema de consulta de agendamento do Portal da Prefeitura. Não serão vacinadas pessoas que não receberam o agendamento. Todo o fluxo do agendamento é pensando na capacidade de atendimento dos pontos de vacinação. Por isso, a Prefeitura de Uberlândia ressalta também a necessidade de as pessoas comparecerem e respeitarem o horário e local do agendamento para evitar a formação de filas.

6 de Outubro de 2021 às 14:45

Confira o calendário de vacinação da 2° dose da covid-19 nesta quinta e sexta-feira em Ibiá

A imunização será no Poliesportivo Jiboião das 08h00min até ás 12h

 

 

6 de Outubro de 2021 às 14:13

Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira prêmio acumulado em R$ 35 milhões

As apostas podem ser feitas até as 19h, no horário de Brasília

 

Fonte: Agência Brasil Edição: Aécio Amado foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

A Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira 5/10 um prêmio acumulado em R$ 35 milhões. As seis dezenas do concurso 2.416 serão sorteadas, a partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo.

De acordo com a Caixa, caso apenas um apostador ganhe o prêmio principal e aplique todo o valor na poupança, receberá no primeiro mês cerca de R$ 126 mil de rendimento.

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) nas casas lotéricas credenciadas pela Caixa, em todo o país ou pela internet.

A aposta simples, com seis dezenas marcadas, custa R$ 4,50.

 

6 de Outubro de 2021 às 14:09

Trabalhadores nascidos em abril podem sacar auxílio emergencial

Parcela foi depositada em 24 de setembro

 

Fonte: Agência Brasil Colaborou Andreia Verdélio Edição: Graça Adjuto foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos em abril podem sacar, a partir de hoje (6), a sexta parcela do auxílio emergencial 2021. O dinheiro foi depositado nas contas poupança digitais da Caixa Econômica Federal em 24 de setembro.

Os recursos também podem ser transferidos para uma conta corrente, sem custos para o usuário. Até agora, o dinheiro apenas podia ser movimentado por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de contas domésticas (água, luz, telefone e gás), de boletos, compras em lojas virtuais ou compras com o código QR (versão avançada do código de barras) em maquininhas de estabelecimentos parceiros.

Em caso de dúvidas, a central telefônica 111 da Caixa funciona de segunda a domingo, das 7h às 22h. Além disso, o beneficiário pode consultar o site auxilio.caixa.gov.br.

O auxílio emergencial foi criado em abril do ano passado pelo governo federal para atender pessoas vulneráveis afetadas pela pandemia de covid-19. Ele foi pago em cinco parcelas de R$ 600 ou R$ 1,2 mil para mães chefes de família monoparental e, depois, estendido até 31 de dezembro de 2020 em até quatro parcelas de R$ 300 ou R$ 600 cada.

Neste ano, a nova rodada de pagamentos, durante sete meses, tem parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo do perfil: as famílias, em geral, recebem R$ 250; a família monoparental, chefiada por uma mulher, recebe R$ 375; e pessoas que moram sozinhas recebem R$ 150.

Regras

Pelas regras estabelecidas, o auxílio é pago às famílias com renda mensal total de até três salários mínimos, desde que a renda por pessoa seja inferior a meio salário mínimo. É necessário que o beneficiário já tenha sido considerado elegível até o mês de dezembro de 2020, pois não há nova fase de inscrições. Para quem recebe o Bolsa Família, continua valendo a regra do valor mais vantajoso, seja a parcela paga no programa social, seja a do auxílio emergencial.

O programa se encerraria com a quarta parcela, depositada em julho e sacada em agosto, mas foi prorrogado até outubro, com os mesmos valores para o benefício.

A Agência Brasil elaborou um guia de perguntas e respostas sobre o auxílio emergencial. Entre as dúvidas que o beneficiário pode tirar estão os critérios para receber o benefício, a regularização do CPF e os critérios de desempate dentro da mesma família para ter acesso ao auxílio.

7 de Outubro de 2021 às 09:30

Clientes de baixa renda têm até 25/10 para negociar débitos e evitar corte de energia

Cemig amplia prazo para pagamentos em atraso, mesmo sendo autorizada pela Aneel a suspender o fornecimento em casos de inadimplência

Fonte: Agência de Minas Divulgação / Cemig

Com o objetivo de garantir que mais de 900 mil famílias cadastradas na Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE) e com unidades classificadas como “Residencial Baixa-Renda” mantenham suas contas em dia, a Cemig decidiu postergar o prazo de condições especiais para negociação para esse público até 25/10. A prorrogação do período para pagamento foi estabelecida pela empresa, embora a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) tenha autorizado a retomada de cortes por inadimplência para estes consumidores desde 1/10.

Dessa forma, a companhia orienta os clientes em situação de inadimplência a procurar a empresa para negociação, aproveitando o prazo especial. Os clientes classificados na TSEE podem fazer o parcelamento em até 24 vezes sem juros, desde que já não tenham um parcelamento ativo. Essa facilidade pode ser solicitada por meio dos canais digitais: atende.cemig.com.br e WhatsApp (31) 3506-1160.    

Há também possibilidade de pagamento em 12 vezes sem juros via cartão de crédito, mesmo para os clientes que possuem parcelamento e estão classificados na Tarifa Social.   

“O cliente é o maior patrimônio da Cemig, por isso desenvolvemos canais de negociação para facilitar a regularização das pendências. A oferta dessas condições é uma grande oportunidade para nossos usuários cadastrados na Tarifa Social de Energia, que podem conseguir o melhor acordo que atenda suas necessidades, com parcelamento em até 24 vezes”, ressalta o gerente de Arrecadação e Adimplência da Cemig, Wellington Fazzi Cancian.    

Outros clientes 

Para os clientes residenciais e comerciais de baixa tensão, existe a oportunidade de dividir em até 12 vezes suas contas em atraso, utilizando o cartão de crédito, ou via fatura de energia elétrica, por meio dos canais digitais atende.cemig.com.br e WhatsApp (31) 3506-1160. Nos pagamentos por cartão de crédito, o parcelamento é sem juros. 

Corte e religamento

Caso haja o corte por inadimplência, o prazo para religação da energia é de até 48 horas a partir da quitação ou do parcelamento da conta, sendo de 24 horas na área urbana e 48 horas na zona rural.