# Notícias Gerais

15 de Setembro de 2017 às 12:57

Depois de denúncia PM localiza espingarda calibre 36 e proprietário é preso em Guimarânia

Pagou fiança e foi liberado

GUIMARÂNIA/MG - No dia 15, por volta de 01h20min, durante patrulhamento militares receberam a informação que havia uma bicicleta deixada em um pátio de um posto de combustível e que estava com uma sacola de plástico amarrada em sua grade frontal, de modo suspeito. 

De imediato militares compareceram ao local, Rua Conselheiro Rufino, bairro Centro, e checaram as informações, sendo encontrado dentro da sacola uma espingarda de cano longo e calibre 36. Os militares montaram então uma campana para esperar o possível dono da referida bicicleta e da arma de fogo, cerca de duas horas depois, compareceu o autor G.G.O. de 46 anos, quel assumiu a propriedade de ambos. 

O autor foi preso em flagrante delito e conduzido à delegacia de plantão de Patrocínio/MG juntamente com a arma de fogo para demais providências. Pagou fiança e foi liberado.

15 de Setembro de 2017 às 09:44

Lente de contato causa 20 vezes mais infecção do que cirurgia

No Brasil, a maior causa de contaminação por lente é o uso abusivo

Você sabia que o uso de lente de contato tem maior risco de contaminação do que a cirurgia? De acordo com uma pesquisa recente divulgada no JCRS (Journal of Cataract & Refractive Surgery), o uso prolongado de lente gelatinosa causa 17 vezes mais contaminação microbiana da córnea do que a cirurgia refrativa a laser após cinco anos do procedimento.

No Brasil, segundo um levantamento realizado com 210 pessoas pelo oftalmologista Leôncio Queiroz Neto, do Instituto Penido Burnier de Campinas, a lente de contato causa 20 vezes mais ceratite microbiana — infecção na córnea que pode levar à cegueira — do que a cirurgia.

O médico afirma que, no Brasil, a maior causa de contaminação por lente é o uso abusivo. Neste grupo, estão pessoas que usam lentes vencidas, que dormem com a lente, assim como as que não fazem a manutenção e o armazenamento da lente de forma correta. Os processos alérgicos que geralmente estão relacionados à solução higienizadora respondem por 35% das complicações.

Para manter a saúde da córnea usando lente de contato o oftalmologista dá algumas dicas: 

- Lavar as mãos antes de manusear as lentes. 
- Usar solução higienizadora para limpar e enxaguar as lentes e o estojo.
- Evitar soro fisiológico e água na limpeza.
- Retirar as lentes antes de remover a maquiagem e quando usar spray no cabelo.
- Colocar as lentes sempre antes da maquiagem.
- Guardar o estojo em ambiente seco e limpo. 
- Respeitar o prazo de validade.
- Nunca dormir com lentes, mesmo as liberadas para uso noturno. 
- Interromper o uso a qualquer desconforto ocular e procurar o oftalmologista. 
- Retirar as lentes durante viagens aéreas por mais de três horas. 
- Não entre no mar ou piscina usando lente sem óculos de natação.

Procedimento cirúrgico

A cirurgia reflativa corrige miopia, hipermetropia e o astigmatismo remodelando a córnea. O médico destaca que a correção da refração a laser só é indicada para quem tem entre 21 anos e 45 anos.

Os altos graus podem ser eliminados com o implante de uma lente sem retirada do cristalino que corrige até 20 graus de miopia, 10 de hipermetropia e seis de astigmatismo, afirma o especialista. No entanto, existem contraindicações, como gravidez que torna o grau instável, córnea fina, instabilidade de grau, ceratocone, glaucoma, catarata e doenças que dificultem a cicatrização, como plaquetopenia, lúpus, diabetes e AIDS.

Fonte: R7

15 de Setembro de 2017 às 13:02

Bebê de um mês é espancada pelo pai e fica em estado grave em Curitiba

O homem que é viciado em drogas não se conformou com a separação; a criança permanece internada na UTI em estado grave

Um bebê de um mês de vida foi brutalmente espancado pelo pai na última quarta-feira (13), no bairro Pinheirinho, em Curitiba. O homem inconformado com a separação teria ido até a casa da ex-mulher, sequestrado e agredido a criança que permanece internada com traumatismo craniano na UTI do Hospital do Trabalhador.

Segundo familiares, ele é usuário de drogas e não aceitava o fato da companheira não querer continuar o casamento. Ele foi até a residência armado com uma faca e em meio a confusão fugiu com o bebê, segurando-o pelo pescoço.

Testemunhas afirmam que viram o acusado entrar em um matagal, bater a cabeça da filha em árvores e deixá-la cair em um córrego. A família ligou para a polícia e pediu ajuda ao exército, já que o local fica próximo ao Quartel Militar. Mas a criança só foi reencontrada horas depois, na casa da mãe do acusado, machucada e com diversos panos na boca.

O homem que não teve a identidade divulgada foi encontrado na noite de quarta-feira na casa do irmão, entretanto, fugiu. Em nota, a Polícia Militar diz ter ido até o local e feito as orientações necessárias. “As buscas pelo pai foram feitas por hora, inclusive com apoio de policiais do Exército. No entanto, se a família está se sentindo prejudicada deve procurar um quartel da Polícia Militar ou a Corregedoria da PM e formalizar denúncia para que os fatos possam ser apurados”.

Fonte: RIC Mais fotos: Flickr/Tamaki Sono

15 de Setembro de 2017 às 13:04

Declaração de cantor do Raça Negra sobre estupro gera polêmica no 'Encontro'

Para Luiz Carlos, do Raça Negra, as meninas devem usar roupas comportadas para não atrair os pedófilos

O cantor Luiz Carlos, da banda Raça Negra, causou um momento de constrangimento, para dizer o mínimo, à plateia do programa Encontro com Fátima Bernardes, na Rede Globo, na manhã desta quinta-feira (14).

Durante uma discussão sobre abuso infantil ele insinuou que nos casos em que as meninas que usam roupas mais curtas teriam culpa no abuso aos quais seriam as vítimas.

Na mesma hora a plateia do programa reagiu ao comentário do cantor e isso repercutiu nas redes sociais, onde internautas criticaram a postura do cantor.

Uma internauta gravou parte da discussão e postou no Twitter, onde Luiz foi alvo de várias críticas dos internautas.

Fonte: TNH1

Abriu a boca pra mostrar o machista que é! #Encontro pic.twitter.com/qE5IXvaGQj

— saasawn (@saasawn) 14 de setembro de 2017
15 de Setembro de 2017 às 09:21

Evangelho do Dia

"Mulher, eis aí teu filho”. Depois disse ao discípulo: "Eis aí tua mãe”.

Junto à cruz de Jesus estavam de pé sua mãe, a irmã de sua mãe, Maria, mulher de Cléofas, e Maria Madalena. Quando Jesus viu sua mãe e perto dela o discípulo que amava, disse à sua mãe: "Mulher, eis aí teu filho”. Depois disse ao discípulo: "Eis aí tua mãe”. E dessa hora em diante o discípulo a recebeu como sua.

Evangelho de hoje: Jo 19,25-27 ou Lc 2,33-35

15 de Setembro de 2017 às 13:15

Mistério de amor da Cruz não é "masoquismo" espiritual, explica Papa

Francisco retomou hoje as Missas diárias na Capela Santa Marta

Depois de dois meses e meio de pausa, o Papa Francisco retomou na manhã desta quinta-feira, 14, Festa da Exaltação da Santa Cruz, a celebração da Missa na capela da Casa Santa Marta, no Vaticano.

Na homilia o Pontífice advertiu para duas tentações espirituais diante da cruz de Cristo: a de pensar um Cristo sem cruz, isto é, fazer Dele um “mestre espiritual”, e, de outro lado, pensar uma cruz sem Cristo, ou seja, não ter esperança, numa espécie de “masoquismo” espiritual.

O centro da reflexão do Papa foi o mistério de amor constituído pela cruz. Francisco evidenciou que nem sempre é fácil entender a cruz. “Somente com a contemplação se vai avante neste mistério de amor”, afirmou.

E Jesus, quando quer explicá-lo a Nicodemos, como recorda o Evangelho do dia, usa dois verbos: subir e descer. “Jesus desceu do Céu para levar todos nós a subir ao Céu”. “Este é o mistério da cruz”, destacou o Papa. Na Primeira Leitura, justamente para explicar isto, São Paulo diz que Jesus “humilhou a si mesmo”, fazendo-se obediente até a morte de cruz: 

“Esta é a descida de Jesus: até embaixo, à humilhação, esvaziou a si mesmo por amor. E por isso, Deus o exaltou e o fez subir. Somente se nós conseguirmos entender esta descida até o fim, podemos entender a salvação que nos oferece este mistério do amor.”

Porém, notou o Papa, “não é fácil, porque sempre existem tentações para considerar uma metade e não a outra. São Paulo disse uma palavra forte aos Gálatas “quando cederam à tentação de não entrar no mistério do amor, mas de explicá-lo”.

Assim como a serpente encantou Eva e envenenou os israelitas no deserto, do mesmo modo foram encantados “por uma ilusão de um Cristo sem cruz ou de uma cruz sem Cristo”. 

“Um Cristo sem cruz que não é o Senhor: é um mestre, nada mais que isso. É aquele que, sem saber, talvez Nicodemos buscava. É uma das tentações. Sim, Jesus que bom o mestre, mas….sem cruz, Jesus. Quem os encantou com esta imagem? A raiva de Paulo. Jesus Cristo apresentado, mas não crucificado. Outra tentação é a cruz sem Cristo, a angústia de permanecer lá embaixo, com o peso do pecado, sem esperança. É uma espécie de “masoquismo” espiritual. Somente a cruz, mas sem esperança, sem Cristo”.

Mas a cruz sem Cristo seria “um mistério trágico”, disse o Papa, como as tragédias pagãs:

“Mas a cruz é um mistério de amor, a cruz é fiel, a cruz é nobre. Hoje podemos tirar alguns minutos e cada um fazer uma pergunta: para mim, o Cristo crucificado é mistério de amor? Eu sigo Jesus sem cruz, um mestre espiritual que nos enche de consolação, de bons conselhos? Sigo a cruz sem Jesus sempre me lamentando, com este “masoquismo” do espírito? Deixo-me levar por este mistério do abaixamento, esvaziamento total e exaltação do Senhor?”.

O Papa conclui fazendo votos de que o Senhor dê a graça “não digo de entender, mas de entrar” neste mistério de amor: “depois, com o coração, com a mente, com o corpo, com tudo, entenderemos alguma coisa”.

Fonte: Notícias Canção Nova

15 de Setembro de 2017 às 13:16

Jovem socorrido inconsciente após acidente na Major Jerônimo não resiste e morre em Patos de Minas

Gabriel bateu violentamente contra um carro no dia 1° de setembro.

O jovem Gabriel Santos Ferreira, de 18 anos, que conduzia uma motocicleta na Rua Major Jerônimo e bateu violentamente contra um carro no dia 1° de setembro não resistiu aos ferimentos e acabou falecendo na madrugada desta quarta-feira 14.

O acidente foi na Praça do Mercado, pouco antes da meia noite. Gabriel seguia pela Rua Major Jerônimo e teria avançando o sinal vermelho, atingindo o Citroen C3 que seguia pela Rua das Petúnias. O carro chegou a atingir veículos que estavam em uma revenda.

Gabriel foi socorrido inconsciente até o Hospital Regional. Familiares então decidiram encaminhá-lo para um hospital particular da cidade. No entanto, ele não resistiu e acabou falecendo nesta madrugada.

O velório do jovem já está acontecendo na sala 1 da Funerária Bom Pastor da Avenida Paracatu. Ainda não foi confirmada a hora do sepultamento. Diferentemente dos outros casos, o corpo de Gabriel não foi levado para o Instituto Médico Legal para ser constatada a causa da morte. 

Fonte: Patos Hoje 

15 de Setembro de 2017 às 13:18

Ex-secretário de Saúde é preso durante operação contra desvio de recursos em Uberaba

A prisão é desdobramento de ação civil pública aberta pela promotoria em janeiro de 2016.

Ex-secretário municipal de Saúde, Fahim Sawan (PDT), foi preso na manhã desta quinta-feira (14), durante operação denominada "Aurélio", realizada entre a Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público de Uberaba (MPMG), Gaeco, Poder Judiciário (TJMG) e a Polícia Militar. A prisão é desdobramento de ação civil pública aberta pela promotoria em janeiro de 2016 para apurar a compra superfaturada de medicamentos sem licitação.

Inicialmente, a informação era que a polícia apenas cumpriria mandado de busca e apreensão na casa do ex-secretário. Porém, no fim da manhã, houve a confirmação da prisão de Fahim e do genro, Thiago Brasil Tiveron.

O Ministério Público concedeu entrevista coletiva no fim desta manhã e deu mais detalhes sobre o caso. Foram empreendidas buscas em desfavor de Fahim, Érick Luiz Goulart Rodrigues, João Lisita Neto e Rômulo Batista Cassino, todos réus na ação judicial.

A apuração completa sobre a operação na edição de amanhã (15) do Jornal da Manhã.

Fonte: Jornal da Manhã

14 de Setembro de 2017 às 14:48

Jovens são os mais afetados pela crise econômica, diz Ipea

Jovem tem maior dificuldade de conseguir emprego e mais chance de ser demitido

Os movimentos do mercado de trabalho mostram que a crise econômica atinge com mais intensidade os jovens, que têm mais dificuldade de conseguir emprego e mais chance de serem demitidos. A informação foi divulgada hoje (14) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), na seção Mercado de Trabalho do blog da Carta de Conjuntura.

De abril a junho deste ano, apenas 25% dos desempregados com idade entre 18 e 24 anos foram recolocados no mercado, atingindo um nível bem abaixo do observado no início da pesquisa em 2012, de 37%.As análises são feitas com base nos microdados extraídos da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnadc), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os pesquisadores destacam que, além disso, entre os que perderam o emprego, o segmento dos mais jovens forma o grupo com maior perda percentual de ocupação. De 2012 a 2017, os trabalhadores com idade entre 18 e 24 anos que estavam ocupados e foram dispensados, passou de 5,2% para 7,2%.

“Os dados salariais revelam que, além de receber as menores remunerações, o grupo dos trabalhadores mais jovens apresenta queda de salário [de 0,5% na comparação com o mesmo período de 2016]. Na outra ponta, os empregados com mais de 60 anos elevaram em 14% seus ganhos salariais, na mesma base de comparação”, diz o documento.

De abril a junho deste ano, enquanto os empregados com mais de 60 anos receberam, em média, R$ 2.881, aqueles com idade entre 18 e 24 anos obtiveram remuneração média de R$ 1.122.

Segundo o Ipea, no segundo trimestre, o país tinha aproximadamente 13,5 milhões de desocupados, entre os quais 65% com idade inferior a 40 anos.

Melhora no setor formal

De acordo com o documento, embora ainda apresente um cenário ruim, os dados mais recentes da Pnadc mensal sinalizam melhora no mercado de trabalho brasileiro. No trimestre móvel de maio a julho de 2017, a taxa de desemprego no país ficou em 12,8%, apresentando a quarta queda consecutiva. “De um modo geral, a melhora recente da ocupação é decorrente tanto de um aumento no número de pessoas que conseguiram uma vaga no mercado de trabalho quanto de uma queda do número de ocupados que perderam os seus empregos.”, dizem os pesquisadores.

No segundo trimestre deste ano, 31,7% dos trabalhadores que estavam desocupados no trimestre anterior conseguiram voltar ao mercado de trabalho, ou seja, uma expansão de quase 3 pontos percentuais quando comparada ao observado no mesmo trimestre de 2016. Na outra ponta, o percentual de pessoas que ficaram desempregadas recuou de 3,6% no segundo trimestre do ano passado para 3,4% no mesmo período de 2017.

“A melhora do mercado de trabalho no segundo trimestre de 2017 foi decorrente de um maior dinamismo do mercado informal, que, sozinho. respondeu por 1 milhão de um total de 1,3 milhão de trabalhadores incorporados à população ocupada. De fato, dentre os trabalhadores que estavam desempregados e conseguiram nova ocupação, 43% foram incorporados pelo mercado informal, 28% obtiveram uma vaga formal, 28% se tornaram conta própria e 1% viraram empregadores”, diz o estudo do Ipea.

Os pesquisadores ressaltam, no entanto, que, se por um lado, o mercado de trabalho formal vem perdendo o dinamismo ao longo dos últimos trimestres, no que se refere à criação de vagas, por outro, ele vem reduzindo o ritmo de demissões e expandindo seus rendimentos a taxas superiores às dos demais.

De abril a junho passado, de todos os trabalhadores que foram demitidos, 32% estavam empregados no mercado formal, percentual este que é 10 pontos percentuais menor que o observado há dois anos. Adicionalmente, a alta de 3,6% dos salários pagos pelo setor privado com carteira assinada é maior que a dos informais, que teve queda de 2,9%, e a dos trabalhadores por conta própria, que recuou 1,2%.

No caso do setor informal, observa-se uma estabilidade ao longo do tempo – 38% desses trabalhadores perdem o emprego a cada trimestre –, sinalizando que o setor informal recebeu o maior número de desempregados.

“Em termos agregados, o mercado formal continua sendo o principal empregador do país, com um contingente ocupado de 44 milhões de trabalhadores, o que corresponde a 49% de toda a ocupação. Em relação às demais categorias, observa-se que ao longo dos últimos anos, vem crescendo o número de trabalhadores por “conta própria”, enquanto o contingente de empregados no mercado formal mantém-se estável. Como consequência, a participação relativa dos trabalhadores informais no total da ocupação recuou 2 pontos percentuais entre 2012 e 2017 – de 23% para 21%, e a do “conta própria” avançou de 22% para 25%”, dizem os pesquisadores.

Expectativas

Segundo a publicação, a expectativa para os próximos meses é de que a taxa de desemprego continue diminuindo lentamente, com a retomada gradual do crescimento da economia. “No entanto, a queda do desalento pode exercer pressões adicionais sobre a PEA [População Economicamente Ativa], impedindo um recuo da taxa de desemprego mesmo em um cenário de expansão da ocupação”, diz o documento.

A redução da taxa de desemprego (que está em 12,8%) só não foi maior porque entrou mais gente na PEA: alta de 1,6% no trimestre encerrado em julho. Segundo o Ipea, a parcela dos inativos desalentados, que achavam que não conseguiriam emprego, foi de 44,7% no segundo trimestre. Esse número é 2,5% menor que o registrado no trimestre anterior, o que indica aumento da confiança em alcançar uma vaga.

Quanto aos salários, os pesquisadores afirmam que as perspectivas são de continuidade de aumento dos rendimentos, principalmente em um cenário de inflação baixa. “Dessa forma, a tendência é que a massa salarial real continue a acelerar, contribuindo positivamente para a continuidade da retomada do crescimento do consumo das famílias”, diz a análise do Ipea.

Fonte: Agência Brasil Edição: Nádia Franco